Amy Gustafson

Amy Gustafson

João Almeida nasceu em 1963 em Lisboa.

Entre 1988 e 1999 trabalhou como repórter na TSF, tendo executado, como
enviado especial, a cobertura noticiosa de diversos eventos em cerca de 20
países, nomeadamente o derrube de Ceausescu na Roménia (1989), a
reunificação da Alemanha (1990), o bicentenário da morte de Mozart na Áustria
(1991), a 1ª Guerra do Golfo (1991), a guerra em Angola (1992), as eleições
em Israel e nos Estados Unidos da América (1992), os massacres no Ruanda
(1994), a erupção do vulcão na Ilha do Fogo em Cabo Verde (1995), a missão
das tropas portuguesas na Bósnia (1996), e a cerimónia dos óscares em Los
Angeles (EUA) em 1997.
Durante esse percurso, como jornalista de rádio, recebeu o Prémio Gazeta de
Reportagem Rádio (1991) e o Prémio de Reportagem Rádio do Clube
Português de Imprensa (1992).
Em 1998 realizou para a rádio TSF o programa “Toque” (divulgação de música
clássica) e “Palco” (divulgação de espectáculos).
Em 1999 executou as funções de editor da manhã da TSF e de apresentador
do Fórum TSF.

Em 2000 saiu da TSF para os canais televisivos SIC e SIC Notícias onde
trabalhou até final de 2004 como repórter televisivo na área cultural,
colaborando de permeio com o “Jornal de Letras” e a revista “Visão” (editoria
de cultura).
Em Janeiro de 2005 foi convidado a integrar os quadros da rádio pública como
diretor adjunto da Antena 2, tendo aí realizado os programas Bilhete Postal,
Amanhecer, Raízes, “Linha do Horizonte”, “Preto no Branco” e “Jazz a 2”.
Atualmente realiza o programa ;Quinta Essência (entrevistas).
Em Fevereiro de 2016 foi nomeado diretor da Antena 2.